sábado, 30 de janeiro de 2016

O CORPO ACIDO

A leve e cronica  acidose metabólica de nossos corpos

Nos anos de 1930 / 1940 não  se precisava  preocupar sobre acidose metabólica.
A comida era saudável, mais natural, mais alcalina.

Naqueles anos, a indústria alimentar começou a produzir e comercializar os alimentos atuais: produzindo basicamente a acidez prejudicial ao corpo.


O desequilíbrio do pH do nosso corpo para a acidez é a fonte da maioria das doenças que têm os seres humanos nesta época, portanto,  corrigir o pH orgânico é a solução para a maioria dos sofrimentos do corpo.
PH é a medida de acidez ou alcalinidade de uma solução. A sigla PH  significa "potencial de hidrogênio". Esta medida tem uma escala indicando um valor:
 de 0 a 14, onde 7 é a média  .

se o pH é de 0 a 6,99  a solução  considera-se  ácida
se o pH é de 7 ……  ,  a solução  considera-se neutra.
Se o pH é de 7,1 a 14, a solução  considera-se alcalina.

O nível de pH do sangue, deve ser ligeiramente alcalino de 7.365 -  7. 400.

Existem  diferentes maneiras de medir o pH de uma substância, mas o mais fácil e mais comum é mergulhar uma tira de papel indicador na solução por alguns segundos observando a mudança de cor, variando se ácida (rosa) ou alcalina (cor azul).
 As tiras estão disponíveis em farmácias.

Nossa dieta atual"média" tem um pH de menos de 7 (ácido).

                                                     Imagine o  prato:
bife ou um peito de frango, queijo, arroz, macarrão, feijão e uma "bebida de cola".
Este possui um pH de 3,5 a 4, bastante ácido.
Se incluímos uma porção de legumes poderia melhorar para 5 ou 6, mais aceitável.


   Os  orgãos, através do qual passa a comida antes de atingir o cólon; -a boca, esôfago, estômago, fígado e pâncreas são responsáveis por alcalinizar e eliminar toxinas, líquidos e alimentos.

Comer algo como o prato que recém mencionei faz nossos corpos  trabalharem intensamente  para neutralizar a acidez, (porque sua missão é proteger os intestinos - que é o filtro de nutrientes do bolo alimentar que sai do estômago - para chegar ao intestino  sem carga  ácida (que poderia danificá-lo ). Para isso acontecer, ele neutraliza a bílis concentrada da vesícula biliar.  Mas se a acidez é muito alta, não o faz tão completamente, e o ácido começa a irritar e danificar o intestino delgado, o que faz com que não  possa  filtrar as toxinas, que vão para o sangue - acidificantes-- e depois para o fígado, etc. Como conseqüência você acabará ficando doente. Além disso, esta refeição tão pesada e ácida, - junto ao  ácido clorídrico,gerado pelo estômago para  digerir isso - produzirá  refluxo e azia.
Quando sentimos estes mal-estares, ao invés de ouvir a chamada de alerta nossos corpos, nós fazemos o que aprendemos: tomar a medicação para neutralizar a acidez... Bicarbonato de sódio ou sais minerais  para diminuir a acidez. Mas isso não é a solução.  Não podemos brincar com o corpo transformando o ácido do alimento, utilizando alcalinidade em drogas. Para manter o corpo saudável, precisamos de alimentos com um pH acima de 7.365.


Não é tanto dos germes que você deve se preocupar,
e sim do interior físico ( terreno)  de nosso corpo


O excesso de acido é uma condição que debilita todos os sistemas de nosso organismo e força o corpo a consumir minerais dos órgãos vitais para neutralizar os ácidos e removê-los de maneira segura , para poder preservar o equilíbrio( homeostases) do ph do sangue.
Os incontáveis nomes das doenças , na realidade não importam tanto . o que sim importa , é que todas elas se originam  e / ou se fortalecem , no desperdício acido do corpo , a maior delas o câncer .

Quando se tem demasiado ácido , o organismo produz mais recolectores de lixo ( os glóbulos brancos ) , estes são os que se encarregam de limpar nosso “terreno “ de bactérias , leveduras , proteínas não digeridas , toxinas , ácidos , etc .

O glóbulo branco deposita tudo o que recolheu , no sistema linfático, para que estes desperdícios sejam eliminados pelo suor , urina e fezes  .
Por isso é muito importante cuidar das microvilosidades do intestino , já que , se as danificamos com uma dieta acida , as vilosidades se inflamam , e se anula ou desarmoniza  os mecanismos de eliminação e absorção dos intestinos , o qual produzira logo depois problemas de saúde .

Entenda !!:  nosso organismo  vai sacrificar o que for para manter o ph do sangue equilibrado .  Se por exemplo vc consome uma bebida de” cola “, de PH  muito acido , o organismo irá compensar retirando minerais dos ossos ( cálcio ) e do sistema nervoso ( magnésio ) , para neutralizar o sistema sanguíneo .Este mecanismo se conhece como HOMEOSTASES .
Lembremos que nosso sangue sempre se manterá no mesmo PH :7,365  ligeiramente alcalino .

O PH normal de nossos fluidos internos são parecidos ao do sangue :

Ph da urina e saliva = 7,2  ( normal )
                     Menor de  7 è  reflete uma condição de acidoses dos tecidos
Temos formas de medi-los com fita medidoras de ph



O que gera acidez  no corpo ?

O principal é o STRESS ( produtor de adrenalina ) , para ter uma idéia , podemos arruinar os efeitos benéficos de uma dieta alcalina , num ataque de raiva ( acidificante)

Entenda STRESS como TODOS os SENTIMENTOS NEGATIVOS ( raiva , ódio, inveja , angustia , etc ) , segundo afirmações cientificas , estas induzem as glândulas adrenais a secretar adrenalina em “ altas doses “

- FALTA DE EXERCÍCIOS ( diminuição da oxigenação dos tecidos )

- MEDICAMENTOS  (anti inflamatórios,analgésicos , etc ) geram intensa acidez do   corpo 

-FALTA DE ÁGUA NO ORGANISMO ( desidratação  )
ou beber águas ácidas ( refrigerantes , bebidas alcoólicas , etc ) lembre-se que somos feitos 70 % de água .

- COMIDA “MODERNA “ = comida rápida ( fast food ) e saborosa (açucares e gorduras)
Em geral nosso estilo de vida moderno contem 80% de comida acida e 20% de alcalina

Conseqüências de acidificar nosso organismo

- Obesidade

- Perda intensa de minerais  ( cálcio , sódio, potássio, magnésio , etc )

- Diminui a absorção de nutrientes .( desnutrição )

- Diminuir a eliminação de toxinas.

- Diminuição da imunidade .

- Aumento de “entupimento de artérias”  ( perda do potencial Z)

- Diminuição da oxigenação do corpo .

    Nos levando a predisposições de inúmeras doenças , falta de vitalidade




O excesso de ácido é uma condição que enfraquece todos os sistemas de nosso organismo , porque força o corpo a usar os minerais - incluindo o sódio, cálcio, potássio e magnésio - dos órgãos vitais para neutralizar o ácido e remover este (acido), 
Como resultado, o corpo pode sofrer uma grave e prolongada "corrosão" devido a alta acidez - condição que pode não ser detectado por anos.

Afeta praticamente todas as pessoas na nossa sociedade, devido a maneira como vivemos, o que comemos, como pensamos e o ambiente em que vivemos. O resultado é um ambiente interno descomposto  onde a doença pode progredir facilmente, em contraste com o que seria um ambiente com um pH equilibrado, que permite funções normais necessárias para que o corpo possa resistir a doenças.
Infelizmente, muitas pessoas acreditam que o corpo pode , por si só , de alguma  forma "natural" e “milagrosa” continuar a  equilibrar seu pH, como se ele estivesse vivendo na natureza e se alimentando de  alimentos crus , orgânicos ,  ervas em pastagens não contaminadas ...

Mas a verdade vai muito além desse ideal.
A verdade - de acordo com a pesquisa avançada do equilíbrio ácido/alcalino-, é que  nos transformamos, e chegamos ao fim da evolução. Simplesmente já não lidamos com os resíduos ácidos da forma como fazíamos antigamente. Investigações mostraram que o volume total de resíduos ácidos que nosso corpo tem suportado, faz com que ele tome medidas drásticas, no estilo de uma "guerra", para  preservar seus órgãos vitais .
 Ex: fígado e rins ( órgãos  essenciais para a  desintoxicação)
Em um estudo de quase 1.000 causas do envelhecimento,-   encontrou-se hoje em dia , que nosso organismo  esta acumulando  ácido  e tóxicos em depósitos de gordura ao invés de eliminá-los através dos rins e fígado.( órgãos essenciais de desintoxicação ) , para preservar a função destes .

Na sua sabedoria, o corpo escolheu salvar os rins, pâncreas e fígado dos danos por excesso de ácidos . É claro que, como resultado disto temos que pagar um custo.
 É conhecido como: obesidade, diminuição da imunidade, falta de energia e todas as doenças virais, parasitas e fungos relacionados ao ácido a que estamos expostos, incluindo câncer, diabetes, osteoporose e muitos mais.

Por exemplo: o chamados "junk food" ou“ comida lixo “ (hambúrgueres, batatas fritas, linguiças , “chip”, etc), são   preparados fora dos  restaurantes, em processos industriais e com muitos produtos químicos tóxicos. Nos pontos de  venda só se “armam “os  hambúrgueres .
 Outras substâncias tóxicas, contidas neste tipo de refeição, incluem: Polydimethylsiloxane (PDMS): (substância utilizada para a produção de colas  e implantes de silicone ).
Propilenoglicol: (componente do cigarro eletrônico)
AZODICARBONAMIDA, (base do  poliestireno expandida – isopor -, material usado em embalagens e bandejas para alimentos).
E não estamos exagerando...
O corpo defende-se  "encapsulando" esses tóxicos (o maior tempo que puder), nas células de gordura, porem , cedo ou tarde, esses tóxicos passaram para o sangue , e produzirão  danos em nossos órgãos.



Lembre-se:
Não há nenhum câncer sem um estado ácido do organismo.
(a célula cancerígena é alcalina em seu interior, (pelo sal), porem prospera ao ser rodeada de um ambiente acido-tóxico)

Com um pH alcalino, o câncer não pode prosperar.




Não só o câncer, mas também vírus e bactérias de todos os tipos, que só podem prosperar em um ambiente ácido. (As bactérias são acidófilas  e de carga elétrica  positiva ).
 A única diferença entre alimento "bom" e "ruim" se traduz em  que a comida "boa" tem (ou produz) menos resíduos ácidos e, portanto, um resultado melhor da neutralização dos ácidos.
O equilíbrio do PH depende do que sobra após o alimento ser metabolizado .

Sobras de resíduos ácidos
Muito poucos de nós ,  ou nenhum de nós , tem a capacidade física para limpar completamente nossos corpos de todos os ácidos que resultam da alimentação , stress e  de nosso próprio metabolismo corporal .
Os efeitos do ácido e das  toxinas
O acido e as  toxinas  coagulam o sangue - reduzem o potencial Z-, pelo qual o sangue tem grandes dificuldades  para se movimentar . Eles produzem hipertensão. Os capilares entopem  e morrem. A pele, ao não receber sangue saudável, perde a elasticidade e começa a enrugar. Sem um  equilíbrio ácido/alcalino, todas as partes do nosso corpo trabalham ainda mais para manter a saúde.
A guerra interna
Dentro de nossos corpos, órgãos e células estão totalmente à disposição do sangue. Todos os órgãos  trabalham para manter o sangue com um pH equilibrado. Se o pH do sangue , por algum motivo , cai  abaixo de seu nível ideal de  7.35-7.4., automaticamente entraríamos em coma e morreríamos .
A morte geralmente se produz quando o PH do sangue é menor que 6,7 ou maior que 7,8

E  por isso como uma simples lata de refrigerante de cola, em um estômago vazio,  tem um pH de 2,5 !!!  produz sinais de alarme por todo nosso corpo, e  as reservas  alcalinas , que deveriam ser usadas  em qualquer outro lugar , são sacrificadas para neutralizar o ácido e a adrenalina, que preenche todo o nosso sistema.
A cafeína ( componente das  bebidas de Cola)  é um tóxico. Quando o corpo o detecta, imediatamente, as glândulas adrenais secretam adrenalina e cortisona para neutralizar e expulsá-la  através do rim. E por isso , quando se consome café ou Coca-cola sentimo-nos eufóricos: - é o efeito da adrenalina segregada para neutralizar a cafeína tóxica-; ambos acidificam o corpo –
E não é só isto ... um único copo de refrigerante de cola, precisa de 32 copos de água  para balancear ou neutralizar o ácido fosfórico.

Você não vai sentir nada ao beber um copo, mas seu organismo terá  removido o cálcio dos ossos para neutralizá-lo.
Reduza o risco ou pelo menos só  ingira bebidas de  “cola” com um alimento –
Em resumo : o excesso de acidificação  interfere na qualidade de  vida, dando origem, num primeiro tempo , a perda de minerais e praticamente todas as moléstias  e enfermidades . Finalmente, nos faz envelhecer prematuramente , para depois nos matar:

artigo traduzido do site: https://dolcarevolucio.cat/language/es/informe-extenso-sobre-el-dioxido-de-cloro-mms-3

SPAÇO LION  --  011-5594-2726